Pinhalzinho

Campanha de coleta seletiva é desenvolvida em Pinhalzinho

Você separa seu lixo corretamente? Conheça as datas, horários e áreas de coleta no município

A reciclagem é uma das formas de redução do impacto causado no meio ambiente, pois diminui as retiradas de matéria-prima da natureza, gera economia de água e energia e reduz a disposição inadequada do lixo. Além disto, é uma fonte de renda ao município. 

A preservação do meio ambiente começa com pequenas atitudes diárias, que fazem toda a diferença. As vantagens da separação do lixo doméstico ficam cada vez mais evidentes. Além de aliviar os lixões e aterros sanitários, chegando até eles apenas os rejeitos (restos de resíduos que não podem ser reaproveitáveis), grande parte dos resíduos sólidos gerados em casa pode ser reaproveitada. A reciclagem economiza recursos naturais e gera renda para os catadores de lixo, parte da população que depende dos resíduos sólidos descartados para sobreviver.

No Brasil são recolhidas 180 mil toneladas diárias de resíduos sólidos segundo a última pesquisa do IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e estatística. O rejeito é resultante de atividades de origem urbana, industrial, de serviços de saúde, rural, especial ou diferenciada.

Mais da metade desses resíduos é jogado, sem qualquer tratamento, em lixões a céu aberto. Com isso, o prejuízo econômico passa dos R$ 8 bilhões anuais. No momento, apenas 18% das cidades brasileiras contam com o serviço de coleta seletiva.

Ao separar os resíduos, Pinhalzinho está dando os primeiros passos para a destinação adequada. Com a separação é possível: a reutilização; a reciclagem; o melhor valor agregado ao material a ser reciclado; as melhores condições de trabalho dos catadores ou classificadores dos materiais recicláveis; a compostagem; menor demanda da natureza; o aumento do tempo de vida dos aterros sanitários e menor impacto ambiental quando da disposição final dos rejeitos.

Mas como separar o lixo para a coleta?

O lixo orgânico deve ser depositado em local separado dos demais, seriam restos de frutas verduras e legumes, sobras de comida e erva-mate, além de papel higiênico e fraldas usadas.

Já o lixo reciclável é conhecido como papelão, caixa de leite ou suco, materiais de plástico como garrafas pet, pacotes, sacolas e embalagens, latas de bebida e outros recipientes de metal, latas de conserva como em vidro.

Embalagens com conteúdos em seu interior devem ser esvaziadas e limpas. O resíduo quando sujo e misturado ao lixo orgânico, não pode ser reciclado.

Conheça as datas, horários e áreas de coleta no município:

Zona Azul: Segunda a sábado a partir das 13h30: centro e bairro Nova Divinéia.

Zona Vermelha: Terça e sexta a partir das 16 horas: Coleta no Mantelli, Distrito de Machado, Rumo Certo, Loteamento Kleninfo, Efacip, São José e Panorama.

Zona Amarela: Segunda e quinta a partir das 16 horas: Coleta nos Bairros Pioneiro e Santo Antônio.

Zona Verde: Quarta e sábado a partir das 16 horas: Coleta nos Bairros Boa Vista, Loteamento Bruxel, Mirante do Pinhal, Bela Vista, Loteamento popular Bela Vista, Cohab, Loteamento Universitário, Maria Terezinha, Jardim Maria Terezinha e Loteamento Primavera.











https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina