Coluna do Prisco

Cláudio Prisco Paraíso

Antes tarde
A prisão do ex-deputado, ex-presidente da Assembleia e ex-secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Gilmar Kanesel, embora bastante tardia, é reveladora. No sentido de que parece que a Lava Jato fez escola. Prisão de políticos e figuras influentes já virou rotina na cena nacional, mas em Santa Catarina, ainda é coisa rara. Na última década, ocorreu com o ex-deputado federal Nelson Goetten, acusado de abuso de menor. Talvez um ou outro caso de menor repercussão. E só.
Sob esta ótica, é bom os políticos da província também colocarem as barbas de molho. Para começar, a operação que culminou na detenção de Knaesel não é da Polícia Federal. É da nossa brava Polícia Civil, com o apoio do Ministério Público Estadual.
Ou seja, nada tem a ver com a Lava Jato. Os fatos investigados remetem ao governo de Luiz Henrique da Silveira (2003-2010), que inclusive já faleceu. Foi na era LHS que o ex-deputado tucano comandou a poderosa pasta, também conhecida por SOL.

Saúde um caos
O deputado estadual Milton Hobus (PSD) lembrou durante pronunciamento que a maioria dos catarinenses que precisa de cirurgia cardíaca tem que se deslocar até o Estado vizinho do Paraná para realizar o procedimento. “Isso ocorre por falta de um serviço de excelência para a saúde pública”, criticou.

Falta de vagas
Hobus destacou ainda que muitos municípios tentam superar a crise da falta de vagas nos hospitais e a demora no atendimento do Sistema Único da Saúde – SUS -, com abertura de hospitais municipais. “Não dá para cada município resolver o problema, já que não há dinheiro pra isso”.

Recursos à saúde
O prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Junior, vai rever parte do contingenciamento de R$ 28 milhões do orçamento do município deste ano para a área da saúde. “Vamos ver com o que a gente vai poder contar em termos financeiros e até decidir de forma colegiada”, disse o prefeito, em audiência com os conselheiros municipais de saúde, em seu gabinete.

A coluna apoia
Projeto de Lei quer tonar involuntária a internação para dependentes químicos no Estado de Santa Catarina. A proposta é do vice-presidente da Alesc, deputado Aldo Schneider (PMDB). Para Schneider, o internamento é fundamental onde existem situações de risco tanto para o usuário quando para os familiares e a população.

Várias vias
Em Itajaí, corre à boca pequena uma piada. Dizem que o PT está fazendo de tudo, desesperadamente, para voltar ao poder. Para isso, escalou vários candidatos em diversos partidos: Volnei Morastoni está no PMDB, Anna Carolina tucanou e Nícolas Reis foi para o PDT, depois de passar pelo PROS. Todos são egressos da legenda de Lula da Silva.

Aperto
Mesa diretora da Câmara de Brusque, ou melhor os dois vereadores que subscreveram o documento, aceitando uma nova chapa na eleição indireta, colocou a cidade numa saia justíssima. Os reflexos já estão sendo sentidos pelos vereadores que protagonizaram a cena.
 







https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina