Coluna Inter

Renan Hartmann

Brasileirão

Restam apenas 6 jogos para o final do Brasileirão. E o Inter que muita gente disse que despencaria segue firme no encalço do milionário Palmeiras. É muito difícil tirar a diferença para o time paulista que não perde no campeonato há 16 rodadas. O Inter tem uma campanha brilhante e equilibrada, mas o título só virá por um milagre. No momento, cabe focar na vaga entre os 4 primeiros que além da recompensa financeira, diga-se de passagem essencial, para o clube, nos leva a ter um melhor planejamento para 2019 onde entraríamos na Libertadores na fase de grupos. Após vencer o Atlético Paranaense o Inter vai ao Ceará, onde enfrentará o time de Lisca brigando para não cair e com uma campanha excelente no returno. É preciso pontuar. O Inter de 2018 faz por merecer estar entre os 4 primeiros do campeonato.

Time

O Inter montou o grupo durante o ano. Fez um bom time, mas levou um pouco de tempo para achar os substitutos quando teve lesões ou suspensões. Nem sempre o time conseguiu manter o equilíbrio das atuações. Mas a campanha se manteve. Precisamos manter a base para o ano que vem, trazer reforços pontuais. Até agora o campeonato saiu melhor que a encomenda. Contra o Ceará, Rodrigo Dourado e Edenilson voltam. Damião e Potker também já tem melhores condições de jogo. Apesar do bom futebol do Ceará, do clima adverso, é possível fazer um bom jogo e trazer os 3 pontos. É preciso jogar com inteligência.

Curtas de arbitragem

Como sempre o principal ponto de discussão em campeonatos nacionais é a arbitragem;

A arbitragem é ruim de modo geral por sequer haver uma preparação adequada;

A banca paga e recebe é um discurso pronto para justificar erros. Não é assim. O que tem acontecido é que se valoriza o que mais repercute na imprensa;

Agora os definidores de lance viraram os programas de televisão. Sendo que é possível ver os comentaristas brigando com a imagem;

Outra coisa é a câmera lenta. Futebol tem contato. Qualquer toque não é falta, é preciso olhar o replay na velocidade do lance;

Agora o que não entendo é porque apenas 7 clubes votaram a favor do VAR (entre eles Inter e Grêmio)? VAR não garante 100% de acerto, mas diminui no mínimo uns 70% de erro. O que já seria uma evolução.

Outra coisa que já passou da hora é de profissionalizar os árbitros no Brasil. Inadmissível isso.

No fim fica cada um puxando brasa para o seu assado. Inter x Vitória o maior exemplo disso. Inter teve um gol mal anulado por impedimento inexistente. Depois, teve um pênalti marcado quando o jogador estava fora da área;

Verdade é que precisamos melhorar os árbitros de forma geral. E uso do VAR, com alguns ajustes, tende a melhorar o futebol.







https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina