Facebook jornal.png

Verde e Branco

13 Maio 2016 10:05:00

Chapecoense

Rodrigo Kroth

Conto de fadas
Passaram-se cinco anos daquele jogo contra o Criciúma.
Foi 1 a 0, no sufoco, na raça, na garra, num dia que os Deuses
do futebol jogaram a favor da Chapecoense. Uma tarde
linda de domingo, os raios do sol nunca tão lindos como
aquele dia. Os ventos sopravam a favor. Poderia cair uma
tempestade, mas nada, absolutamente nada, tiraria o quarto
título catarinense do Verdão. É um daqueles dias que a cidade
para, a região se mobiliza, os olhos voltados para apenas
um lugar: a Arena Condá, o coliseu de Chapecó, o lugar
mais amado da região Oeste catarinense. O lugar mais verde
do Brasil, onde os amantes do futebol tem o lugar perfeito
para um relacionamento à três: o homem, a mulher, e a
Chapecoense. Nestes casos, até Deus dá uma força para um
casal à três. Aquele domingo, 15 de maio de 2011, lembro
muito bem. Não estava no estádio, pra falar a verdade, estava
acompanhando a fi nal do Gauchão, Gre-Nal, que não
vem ao caso. Os olhos na TV, e os ouvidos na rádio. Naquela
tarde foi tudo perfeito, maravilhoso. Santa Catarina defi -
nitivamente foi pintado de verde e branco, graças ao gol de
Carlinhos Santos, contra, aos 23 minutos do segundo tempo.
Era dia de festa, comemoração. Me lembro como se fosse
hoje. Ao lado do meu tio, sentado em uma mesa de bar.
Nos abraçamos feito louco com o gol da Chape. Não parecia
verdade. Era o primeiro título da Chape que eu comemorava.
Em 2007 eu mal queria saber de futebol, muito menos
da Chapecoense. Nem sabia quem era. Meus olhos estavam
apenas voltados para o RS, dupla Gre-Nal. Hoje me sinto
orgulhoso em falar pra que time torço, por isso, estarei na
Arena Condá domingo, junto com o Consulado da Chapecoense
de Pinhalzinho, e digo mais, traremos o título para
o Oeste. “Não são os pu*** da capital”. Semana que vem
falarei do quinto título estadual da Chapecoense. Segundo
os Deuses do futebol, está escrito nas estrelas. Eu acredito
em conto de fadas. Tenho orgulho de relatar isso aqui. Que
a Chapecoense se inspire num conto chamado Leicester City.
O time que proporcionou o maior espetáculo da década
do futebol mundial. Se existe conto de fadas, não há como
não acreditar que a Chapecoense não levará o título catarinense.
Obrigado Leicester City, por me fazer acreditar em
Contos de Fadas.





SOSDesaparecidos.fw.png


https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 2231 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina