Projeto atua com mais de 100 atletas em quatro municípios

Escola de Futebol da Chapecoense Polo Fronteiras conta com parceria do poder público dos municípios

Com projeto vinculado à Chapecoense, a Escola de Futebol da Chapecoense Polo Fronteiras conta com mais de 100 atletas, de nove a 16 anos, dos municípios de Modelo, Serra Alta, Bom Jesus do Oeste e Sul Brasil. Trata-se de um projeto privado que conta com a parceria do poder público dos municípios.  

Através da modalidade de futebol de campo, o projeto representa os municípios com apoio de dez patrocinadores. A comissão técnica é formada por cinco integrantes, com o objetivo de firmar a função social, através de um controle rígido na parte de disciplina, além de compartilhar informações com as escolas, visando acompanhar o desempenho dos atletas na área escolar.

A Escola de Futebol também trabalha com o rendimento, de modo que participa de competições a nível microrregional, regional e estadual. Segundo o proprietário da escola, Gabriel Martini Müller, o projeto também objetiva revelar atletas. "Tenho interesse em gerenciar a carreira destes atletas no futuro. Já temos parcerias com alguns empresários que estão monitorando os atletas do projeto e, além disso, temos uma porta de entrada na Chapecoense, clube que tem prioridade sobre nossos atletas", afirma.

Sem cobrança de mensalidades, os treinam ocorrem nas quartas-feiras à tarde em Modelo, e nas manhãs de sábado em Serra Alta. O gestor ainda acrescenta que atletas de outros municípios são bem-vindos, de modo que o projeto já conta com alguns atletas de Pinhalzinho também. Os atletas que fazem parte do projeto compõem uma equipe só, de modo que é feita uma avaliação durante os treinos com os atletas, devido ao número máximo disponível no transporte.


Imagens







https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina