Acampamento de Escoteiros objetiva estimular a liderança nos jovens

22 Março 2019 08:54:00

Atividade contou com instruções do Corpo de Bombeiros de Pinhalzinho

Foto: Renata Ely/IMP

Com o objetivo de estimular a liderança dos jovens escoteiros, foi realizado no sábado (16) e domingo (17), o Acampamento Graduados Ponta de Flecha Ramo Escoteiro Sênior, no parque do Itaipu Rural Show. Participaram da atividade 18 grupos de escoteiros da região Oeste.  

O nome da atividade se refere a "ponta de flecha" como uma forma de instigar e despertar a liderança nos jovens que participam das atividades, com a definição de que é a ponta da flecha que está sempre à frente, como explica um dos coordenadores do evento e membro do Grupo de Escoteiro Gralha do Pinhal, Julio César Biesdorf. "Esses jovens que participam do Graduados, são monitores e sub-monitores de cada patrulha, que é uma divisão dentro do Escotismo. São eles que são responsáveis para conduzir suas patrulhas", acrescenta.

Além de incentivar a prática da liderança, a atividade também objetiva a questão do planejamento e organização, como uma forma de estimular o futuro dos jovens profissionalmente. Durante o fim de semana, foram proporcionadas atividades saudáveis e divertidas, com instruções e brincadeiras.

No sábado pela manhã, para iniciar as atividades, os escoteiros tiveram a participação do Corpo de Bombeiros Militar de Pinhalzinho, com treinamentos instrutivos para os jovens. De acordo com o sargento Evandro Rios, que esteve participando da atividade, foram realizando três pontos de treinamentos aos escoteiros, com atividades diferentes, de modo que as instruções eram feitas por meio de intercalação de grupos nas oficinas.

Uma das atividades era com abordagem sobre parada cardiorrespiratória e engasgamento, com utilização de manequins da corporação, enquanto as outras se tratavam de confecções de maca e transporte de vítimas. "Para isso, utilizamos meios de fortuna, que são a partir daquilo que se encontra em matas, como galhos de árvore, cipós, próprias vestes do corpo, meias, lenços que os escoteiros usam, e enfim, aquilo que eles utilizam enquanto estão acampando, para caso alguém sofra algum ferimento ou alguma fratura exposta e seja necessário o uso de uma maca para ser transportado ou imobilizado nesta fratura, com uso de curativo no ferimento", explica o sargento.

A outra oficina abordou especificamente a fratura e o ferimento, também com a utilização de imobilização por meios de fortuna, cipós, pedaços de taquara, bambu, galhos de árvores, casacos ou camisetas que possam ter junto. A atividade foi realizada entre as 10h até as 12h.

Durante a tarde, no entanto, foram feitas atividades instrutivas com bases escoteiras e brincadeiras. À noite, foi realizado o Fogo de Conselho, que é uma atividade mais mística do movimento, enquanto no domingo tiveram mais instruções pela manhã, com palestra sobre um aplicativo usado para acompanhamento das atividades desenvolvidas. A atividade percorreu até as 11h30 da manhã, quando foi feita a cerimônia final para finalizar o evento.


Imagens







https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina