Facebook jornal.png

Gaeco cumpre mandados contra fraude em licitações de obra para decoração de Natal

31 Julho 2018 08:55:00

A 'Rua Dançante', instalada em frente à Catedral Santo Antônio, foi contratada por R$ 307,7 mil e desabou em dezembro de 2017

G1
Foto: Valeska Lippel/NSC TV

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou na manhã de segunda-feira (27) a operação "Luzes de Natal", em Chapecó, que investiga indícios de fraude e superfaturamento na licitação para instalação da Rua Dançante, obra que fez parte das comemorações do Natal da prefeitura em 2017.

Por nota, a administração municipal disse que vai abrir um procedimento administrativo para apuração dos fatos e que também todas as atribuições do departamento de decoração natalina estão suspensas até a conclusão das investigações internas e do Gaeco.

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão no Departamento de Decoração Natalina da prefeitura, numa empresa em Frederico Westphalen (RS) e em duas casas. A ação ocorre em apoio à investigação conduzida pela 10ª Promotoria de Justiça de Chapecó

Segundo o Gaeco, existe a suspeita de fraude na licitação e superfaturamento da obra natalina conhecida como Rua Dançante, instalada na Rua Marechal Floriano Peixoto, em frente à Catedral Santo Antônio, contratada por R$ 307,7 mil, e acabou desabando no dia 17 de dezembro de 2017.

A "Luzes de Natal" é resultado de uma investigação iniciada em janeiro deste ano, após denúncia sobre o envolvimento de três servidores públicos no direcionamento e superfaturamento da licitação investigada.

Além disso, segundo o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a medida cautelar de busca e apreensão visa colher elementos para investigação de outros possíveis crimes, como falsidade ideológica e peculato. Os nomes dos servidores e das empresas envolvidas não foram divulgados.





SOSDesaparecidos.fw.png


https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 2231 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina