Nova Erechim e Nova Itaberaba são reconhecidas como capitais estaduais do Talião e Risoto no Tacho

Projetos de lei foram aprovados nesta quarta-feira (11) na Assembleia Legislativa

Foto: Divulgação

Os projetos de lei que reconhecem Nova Erechim como a Capital Catarinense do Talian, o vêneto brasileiro, e Nova Itaberaba como Capital Catarinense do Risoto no Tacho foram aprovados por unanimidade nesta quarta-feira (11) na Assembleia Legislativa. Proposições do deputado estadual Altair Silva (Progressistas), os projetos agora aguardam a sanção do Governador do Estado, Carlos Moises da Silva.

"Através de um pedido da comunidade, apresentamos os projetos de lei na ALESC para dar esse reconhecimento aos nossos municípios do Oeste", comentou Altair.


Nova Erechim

O projeto de lei que reconhece Nova Erechim como a Capital Catarinense do Talian, o vêneto brasileiro, busca destacar o dialeto proveniente do norte da Itália, que tem suas características próprias, diferente da matriz original, mas que se aproxima dos costumes brasileiros.

O dialeto representa a permanência da cultura e a reconstrução da história dos imigrantes vindos do Norte da Itália na região. "Ele é considerado uma língua neolatina, falado atualmente por mais de um milhão de pessoas no Brasil. Na nossa região está no dia a dia da comunidade", ressaltou Altair.

Desde 11 de novembro de 2009 o dialeto Talian é reconhecido como patrimônio histórico e cultural do Estado. Em 2014 foi reconhecido como Referência Cultural Brasileira pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e desde 2015 faz parte da rede de ensino do município. Nas escolas, no contraturno das aulas, são oferecidas oficinas aos alunos, para aprenderem o dialeto. A mesma oficina é oferecida também para a comunidade, que tem a oportunidade de aprender e aprimorar a fala.

Nova Itaberaba

Nova Itaberaba foi reconhecida como capital catarinense do risoto no tacho pelo parlamento catarinense. Aprovado por unanimidade nas Comissões de Constituição e Justiça; de Educação, Cultural e desporto, e em plenário, o projeto ainda depende de sanção governamental, que deve acontecer nos próximos dias. O município já havia sido reconhecido em 29 de julho pela Lei Municipal 1.247.

O prato gastronômico cultural e típico no município, é preparado costumeiramente no tacho, com capacidade média para dez quilos de arroz e acompanhado de carne de galinha caipira. Cozido no fogo à lenha é servido diretamente no recipiente em que foi feito. "Já estive muitas vezes em Nova Itaberaba e pude deliciar esse prato preparado pela comunidade. É um super risoto no tacho e muito tradicional. Queremos entregar essa lei neste mês ao município que completa seus 28 anos", frisou Altair.







https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina