SANTA CATARINA

SC registra 100 mortes por gripes A e B em 2016

Estado tem 690 internações em hospitais pelas doenças este ano, diz Dive

G1 SC
1.png
Foto: Prefeitura de Americana, SP
Em SC, 88% do público-alvo foi vacinado durante campanha, em maio

Santa Catarina registrou 100 mortes por gripes A e B em 2016, segundo o boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) divulgado na noite desta quinta-feira (11). O estado teve 690 internações em hospitais por causa das doenças este ano.

Em relação às mortes, 98 foram por gripe A subtipo H1N1 e duas por gripe A. Das 100 vítimas, nove residiam em Joinville; sete em Blumenau; seis em Jaraguá  do  Sul; cinco em São José; quatro em Araranguá, Tubarão, Balneário Barra do Sul e Florianópolis; três em Guaramirim; duas em Brusque, Camboriú, Lages, Mafra, Mondaí, Paraíso, Praia Grande, Sombrio, Ibirama, Canelinha e uma em cada um dos seguintes municípios: Araquari, Braço do Norte, Bom Jardim da Serra, Campo Alegre, Canoinhas, Chapecó, Dionísio Cerqueira, Garuva, Içara, Indaial, Itajaí, Maracajá, Orleans, Penha, Nova Veneza, Rio do Sul, Rio dos Cedros, Rio Negrinho, Santiago do Sul, São Bento do Sul, São Lourenço do Oeste, Ponte Serrada, São Francisco do Sul, São Miguel do Oeste, São Martinho, Schroeder, Tijucas e Xanxerê.

Do total de 690 internações, 680 foram por gripe A H1N1, oito por gripe B e duas por gripe A com subtipo em investigação. Outros 175 casos de internação são analisados para identificar se foram causados por gripe A ou B.

Prevenção
De acordo com a Dive, formas eficazes de prevenção para a gripe são lavar as mãos com água e sabão várias vezes ao dia e adotar a chamada "etiqueta da tosse".

"A partir do contato com um doente ou com uma superfície contaminada, o vírus pode penetrar pelas vias respiratórias, se a pessoa levar a mão ao rosto, causando doença grave se não tratada a tempo. O vírus é transmitido de pessoa a pessoa a partir das secreções respiratórias, principalmente por meio da tosse ou do espirro. Ele pode, também, sobreviver por horas no ambiente, especialmente em superfícies tocadas frequentemente por várias pessoas, como corrimão, interruptores de luz, maçanetas, carrinhos de supermercado, entre outros", afirma nota divulgada pela Dive.






https://www.facebook.com/imprensa.povo/
Facebook jornal.png

Rua João Pessoa, 1969 - Sala 003 | Pinhalzinho | 049 3366-3910

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina